Serra voraz

hungry-saw.jpg Foram cinco anos de silêncio entre Waiting for the Moon e este The Hungry Saw, recém lançado pelo Tindersticks. No meio tempo, o vocalista Stuart Staples lançou Lucky Dog Recordings e Leaving Songs, mas era pouco para quem se apaixonou pela riqueza de timbres e texturas da banda completa. Embora a alma do Tindersticks ecoe na voz solo de Staples, a graça da banda sempre foi o cuidado com os arranjos, o uso brilhante das cordas – herdado diretamente dos primeiros discos do Scott Walker – para emoldurar melodias aparentemente simples, mas sempre pungentes na voz melancólica e inconfundível de Staples. Interessante que uma das coisas que mais faltam a esse disco é justamente a dose cavalar de tristeza que embala tanto Wainting for the Moon quanto Can Our Love, os dois anteriores do Tindersticks. Claro, a melancolia permeia o disco e atinge o ponto alto na faixa-título, mas, nessa volta, um aspecto interessante é o jogo com a felicidade, quase sempre enganoso, mas presente em tentavivas de pop perfeito como “The Flicker of a Little Girl”. Mas, se você é fã dos antigos, não precisa se assustar: o disco tem material suficiente para cortar os pulsos, o bom é que provavelmente  as cicatrizes anteriores já estavam quase desaparecendo.

No site oficial da banda, dá para ouvir as duas músicas que eu citei acima e ainda “The OtherSide of the World”.