Acid Mothers Temple ao vivo

Uma das coisas legais que eu vi em Portland na semana passada foi o show da banda de rock psicodélico Acid Mothers Temple, num clube que chama Holocene. Uma casa pequena, completamente lotada na segunda-feira para ver esses japoneses chapados, que tocaram suas jams longuíssimas por quase duas horas. Foi um delírio ver ao vivo o guitarrista Makoto Kwabata, uma lenda do rock japonês. Mas o cara que me deixou mais maluco foi o baixista Tsuyama Atsushi. Ele combinava linhas complicadíssimas de baixo com momentos só de groove. E ainda cantava e tocava flauta. Dei sorte de ver a melhor formação da banda, a SWR, um quarteto com o tecladista e guitarrista Higashi Hiroshi e com o baterista Yoshida Tatsuya, que levava um toque de improvisação de jazz para a jam. Ponto alto do show, para mim, foi ouvir músicas do álbum SWR, sem dúvida o meu preferido. Dá para ouvir uns sons desse disco num podcast antigo, o Discofonia 36, só com bandas do Japão. Além dessas fotos do show, fiz um vídeo tosco com o celular. Tem um pouquinho da passagem de som e o começo do show, para quem quiser se aventurar…

sem camisa AMT

08042008261.jpg

As fotos: Higashi Hiroshi sem camisa e, na seguinte, com Makoto Kawabata ao fundo; o baixista Tsuyama Atsushi e, na última, as baquetas na reserva, dentro das botinas de Yoshida Tatsuya

Atsushi

Higashi Hiroshi

[kml_flashembed movie="http://www.youtube.com/v/fdIdD1cz7YQ" width="425" height="350" wmode="transparent" /]